Eventos. SEMAD-MT - Secretaria Estadual de Missões das Assembleias de Deus do Estado de Mato Grosso.

EVENTOS

SIMPÓSIO DE MISSÕES - 2017 / ABERTURA

14/09/2017

ABERTURA DO SIMPÓSIO DE MISSÕES - 2017, NO GRANDE TEMPLO EM CUIABÁ - MT.

 

 

MISSÕES, RECONCILIANDO AS NAÇÕES AO SENHOR (2 Co 5.18-19)

Pr Eduardo Leandro Alves[1]

 
            A Bíblia diz que Cristo nos reconciliou com Deus (Rm 5.10; 2 Co 5.18; Cl 1.20-21). O fato de que precisávamos de reconciliação significa que nosso relacionamento com Deus estava quebrado. Já que Deus é santo, a culpa era toda nossa. Nosso pecado nos separou de Deus. Romanos 5.10 diz que éramos inimigos de Deus: “Porque, se nós, quando inimigos, fomos reconciliados com Deus mediante a morte do seu Filho, muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida.”

Quando Cristo morreu na cruz, Ele satisfez o julgamento de Deus e tornou possível que os inimigos de Deus fizessem as pazes com Ele. Nossa “reconciliação” com Deus, então, envolve o exercício de Sua graça e o perdão de nosso pecado. O resultado do sacrifício de Jesus é que o nosso relacionamento mudou de inimizade para amizade. “Já não vos chamo servos.... mas tenho-vos chamado amigos” (Jo 15.15). Reconciliação Cristã é uma verdade gloriosa! Éramos inimigos de Deus, mas agora somos Seus amigos.

Sobre a Igreja está a responsabilidade de compartilhar as Boas Novas de Salvação. A Igreja, composta de salvos, que na sua individualidade são embaixadores da Reconciliação, é constantemente desafiada a cumprir a sua vocação.

                Buscando contribuir com o trabalho de conscientização da Igreja nesse Simpósio de Missões, apresentamos algumas reflexões sobre o significado da Missão, da Graça e do Reino.

Conclusão

O Cristianismo verdadeiro é único. Somente ele apresenta um Deus pessoal. Um Deus que ama, cuida e se preocupa com a sua criação que está perdida. Ele é quem se revela ao homem, não é o homem que se torna aceitável a Deus pelas obras que faz, mas Deus, pelo Sacrifício de Cristo Jesus, que recebe o homem de braços abertos.

                O Reformador Lutero compreendeu muito bem essa ideia na teologia de Paulo. A única coisa que podemos fazer para sermos aceitos por Deus é ter fé no sacrifício de Jesus na Cruz. Isso é crer e receber o amor de Deus. Essa verdade é libertadora, pois só a fé em Jesus torna as nossas obras boas, sem fé, todas as obras dos homens são más.

                Os que possuem essa fé em Cristo Jesus, que fazem parte do Reino, são súditos do Rei, precisam comunicar essa fé. Por isso o Cristianismo é único. Só ele apresenta essas verdades, só ele apresenta um Deus pessoal, pois foi o próprio Deus que Se revelou a nós.



 

 

COMPARTILHE!



PUBLICIDADE

FACEBOOK

SEMAD-MT - Secretaria Estadual de Missões das Assembleias de Deus do Estado de Mato Grosso.. 

Sexta, 17 de Novembro de 2017