SEMAD-MT - Secretaria Estadual de Missões das Assembleias de Deus do Estado de Mato Grosso.

NOTÍCIAS/ARTIGOS

Corações abertos atrás de portões fechados

Missões

Corações abertos atrás de portões fechados

 

Em minúsculos vilarejos escondidos atrás de palmeiras densas e altas, muitas famílias cristãs do Alto Egito construíram casas primitivas e pequenas, em frente umas das outras, espalhadas ao longo de algumas estradas empoeiradas, fechadas por portões que lhes dão segurança e proteção

10_Egypt_Site.jpg
Isso significa que as mulheres e crianças nessas comunidades fechadas estão trancadas e isoladas do mundo exterior, sem acesso a uma igreja ou ensinamento cristão.  

Por trás de um desses portões, um grupo de mulheres recentemente sentou em uma roda no chão empoeirado, no meio da rua, com seus bebês no colo. Seus filhos mais velhos formavam outra roda um pouco mais longe, ouvindo atentamente a uma história.  

Todos estavam concentrados em uma jovem mulher, explicando os males da magia negra em uma história bíblica e como nenhum deles deveria se envolver nisso mais, após terem conhecido a Jesus. De repente, uma mulher no grupo com um espírito maligno começou a gritar histericamente ao ouvir o nome de Jesus. Imediatamente a jovem professora e mais duas mulheres começaram a orar com autoridade, repreendendo o espírito maligno na graça e poder do nome de Jesus. O espírito maligno saiu da mulher e ela se sentou tranquila, louvando a Deus. 

A contação de histórias faz parte de um ministério de Escola Dominical que começou a alcançar centenas de mulheres e crianças dentro de seus lares e se estendeu às comunidades por trás de seus portões. 

Nenhuma dessas mulheres frequentou a escola. Elas se casaram e permaneceram no mesmo lugar em que cresceram. A maioria nunca esteve em uma igreja. Nunca ouviram falar de Jesus Cristo nem das boas novas da salvação antes. Muitas ingressaram nas obras de magia negra, comum em sua cultura aldeã. 

Então, quando as professoras da Escola Dominical vieram pela primeira vez, elas serviram essas mulheres de forma prática, ajudando nas questões de criação dos filhos, ideias e treinamento de projetos baseados em casa para gerar rendas, e boas dicas de limpeza e cuidados com a casa. Logo, as mulheres do vilarejo confiaram nelas, sentindo seu amor e cuidado genuínos. 

Quando as camponesas descobriram através dessas professoras que as visitavam que o Senhor as amava, ouvia e respondia às suas orações, ficaram muito felizes. Uma vez que souberam que poderiam pertencer ao Altíssimo por meio de Jesus, descobriram que não eram inúteis nem insignificantes como sempre pensaram ter sido.

Uma aldeã compartilhou: “Sei que Jesus me ama e me ouve. Eu estava orando a ele por meu marido e descobri que, enquanto orava, ele escapou de um acidente de trem. Ele foi arremessado milagrosamente e sua motocicleta ficou completamente destruída. Não somos mais órfãs nesse mundo”. 

Outra mãe contou sua resposta de oração. “Disseram a meu filho que ele tinha um problema cardíaco e precisava de cirurgia. Não tínhamos dinheiro, o hospital de caridade mais próximo é muçulmano e os médicos lá normalmente se recusam a receber pacientes cristãos. Quando compartilhei meu problema, reunimo-nos para orar e  invocar ao Senhor por ajuda. Finalmente, o hospital concordou em aceitá-lo. Mas, quando ele foi admitido, descobriram que meu garoto tinha ficado bom e não precisava mais de cirurgia”. 

O ministério de Escola Dominical está concentrado em pregar as boas-novas às mulheres que nunca ouviram a Palavra de Deus. A visita semanal das professoras se tornou o evento mais aguardado da semana. As crianças das famílias por trás dos portões vivem na expectativa da história da Escola Dominical e das atividades que se tornaram o ponto principal de seus dias. 

“Essas crianças são a futura igreja neste lugar, e nossa fé não morrerá nesta terra enquanto o Senhor levantar novas gerações para si”, disse Mona*, líder do ministério de Escola Dominical. 

Embora o ministério seja dedicado a alcançar cerca de 1.500 mulheres e crianças por trás dos portões, há uma grande necessidade de mais obreiros para alcançar esta meta. Atualmente, essas professoras visitam até sete vilarejos em um único dia. 

Pedidos de oração
• Ore para que mais professoras se juntem ao ministério de Escola Dominical no Alto Egito. 
• Peça por novas aberturas para esse ministério em mais vilarejos. 
• Interceda para que a nova geração de cristãos seja edificada entre essas mães dos vilarejos e seus filhos. 
• Ore por proteção e segurança das equipes do ministério que se dão ao trabalho (e, às vezes, ao risco) de viajar de vilarejo em vilarejo para se encontrar com as mulheres e ensiná-las sobre Jesus.

FontePortas Abertas Internacional
TraduçãoGetúlio A. Cidade

 

10/SETEMBRO/2014

Fonte: Portas Abertas Internacional



Missões: Mais Notícias/Artigos



COMPARTILHE!



PUBLICIDADE

FACEBOOK

SEMAD-MT - Secretaria Estadual de Missões das Assembleias de Deus do Estado de Mato Grosso.. 

Sábado, 18 de Agosto de 2018