SEMAD-MT - Secretaria Estadual de Missões das Assembleias de Deus do Estado de Mato Grosso.

NOTÍCIAS/ARTIGOS

Saiba como o cristianismo chegou ao Bahrein

Missões

Saiba como o cristianismo chegou ao Bahrein

 

Na 41ª posição da Classificação da Perseguição Religiosa, no Bahrein os cristãos sofrem muito preconceito. Os cultos são permitidos, mas não é possível evangelizar muçulmanos

29_Bahrein_0260008302

No quarto e quinto século, muitas pessoas no Bahrein se converteram ao cristianismo. Há ainda algumas ilhas cujos nomes referem-se à herança cristã na região, como Al Dair, que significa igreja ou mosteiro. Naquela época, a região histórica do Bahrein era muito maior do que a nação atual.

De acordo com os registros da Igreja, no início do quinto século, a região tornou-se um importante centro do cristianismo. Os cristãos foram severamente perseguidos como hereges no Império Bizantino, mas estavam seguros no Bahrein. Isso mudou gradualmente após a chegada do islã em 629.

Bahrein esteve em mãos estrangeiras do século 16 ao 20. Quando era protetorado pelo governo britânico, missionários americanos abriram uma livraria bíblica, uma escola, um hospital missionário ? o primeiro na região do Golfo Pérsico ? e uma igreja, no início do século 20. A Igreja passou a receber o afluxo de expatriados nos anos 1950, 60 e 70. Durante os anos 1980 e 90, a Igreja cresceu fortemente em número.

Os cerca de 65 mil cristãos no Bahrein, hoje, são compostos por dois grupos: os cristãos expatriados e os que possuem a cidadania do Bahrein. A maioria dos cristãos é exilada do sul e leste da Ásia.

Quase metade de todas as igrejas domésticas e grupos menores são do sul da Índia. Há cerca de 80 locais de culto que adoram em vários idiomas, incluindo o árabe.

Bahrein é um dos poucos países do Golfo, em conjunto com o Kuwait, que tem uma população cristã nativa. Este pequeno grupo de cristãos naturalizados são descendentes de tribos provenientes do "Levante", uma área de Israel, os territórios palestinos, Jordânia, Líbano e Síria. Há também várias famílias cristãs que emigraram do Iraque, Irã e Índia no início do século 20 e obtiveram a cidadania quando Bahrein ganhou a independência da Grã-Bretanha em 1971.

A Constituição afirma que o islã é a religião oficial e que a lei islâmica é a principal fonte de legislação. É prevista a liberdade de religião e outras leis e políticas contribuíram para a prática livre da religião em geral, no entanto, o governo colocou algumas limitações ao exercício desses direitos. Ore pelos cristãos nesse país! 

FontePortas Abertas Internacional
TraduçãoAna Luíza Vastag

 

29/OUTUBRO/2014

Fonte: Portas Abertas Internacional



Missões: Mais Notícias/Artigos



COMPARTILHE!



PUBLICIDADE

FACEBOOK

SEMAD-MT - Secretaria Estadual de Missões das Assembleias de Deus do Estado de Mato Grosso.. 

Sábado, 26 de Maio de 2018